quarta-feira, 26 de julho de 2017

O segredo é ter FÉ


"Quanto mais você crescer, mais ampla será a sua visão. Quanto mais alto estamos, mais conseguimos enxergar as coisas ao nosso redor. Quando você sobe em uma torre consegue ter uma visão de tudo que está abaixo e ao seu redor com mais facilidade. Muitos  ao subir começam a olhar ao seu redor tirando os olhos de Cristo. 

O problema de olhar ao nosso redor é ver os defeitos das pessoas, afinal de contas, onde tem pessoas,  existem defeitos e problemas... Quando olhamos para Cristo enxergamos a perfeição e o seu grande amor por nós. Ao tirarmos os olhos de Cristo começamos a questionar, apontar o dedo, murmurar e acusar outros; deixamos o amor de lado e entramos no caminho do achismo; nos desesperamos com as tempestades e perseguições, e assim muitos têm naufragado em suas decepções e frustrações com homens.

Lembre-se sempre, que todos ao nosso redor têm falhas e em algum momento da vida falharão conosco, até mesmo aqueles que você menos imagina... Não existe ninguém perfeito, mas ao olharmos para Cristo conseguimos andar no caminho do amor e do perdão.

Olhar para Cristo é caminhar em cima de uma palavra, "Eu não te deixarei e nunca te desampararei diz o Senhor". Independe do que você passar na caminhada com Cristo, Ele estará com você! 

Um dia ouvi uma frase que me marcou: "algumas pessoas passam por nossas vidas para nos ensinar a não sermos como elas". Pegue cada experiência difícil e injusta e aprenda a não fazer o mesmo que as pessoas fizeram com você. 

Existem aqueles que nos fazem desacreditar no amor, mas também existem aqueles que nos inspiram e nos provam que o amor existe! 

Olhe para esses que te inspiram e te provam que vale a pena amar... E os que têm te ferido, decida perdoar e aprender a fazer diferente do que eles fazem! 

Pedro foi um exemplo de alguém que olhou para tempestade e começou a afundar no mar. Ele tinha uma palavra para se firmar, Jesus liberou a palavra "Vem!"... E ele olhando para Cristo caminhou por cima da palavra e andou sobre as águas. Ao olhar ao seu redor se desesperou com a as ondas do mar, teve medo e assim começou a naufragar, chamando por Jesus, o Senhor o levantou e o ajudou. (Mateus 14:22)

O problema hoje é que muitos ao olhar ao seu redor começam a se frustrar. Ao invés de olhar para Cristo pedindo socorro, decidem se afundar na decepção e frustração que por sinal muitas vezes é legítimo. 

Outro exemplo que marca esse assunto é a história de Davi com Saúl. Davi teve a vida de Saúl em suas mãos mas decidiu não matá-lo, por reconhecer que Saúl era ungido de Deus, isso literalmente fez toda diferença e marcou a história ensinando o caminho do perdão e do andar mais uma milha quando um irmão falha conosco. Sem falar do temor ao tocar em alguém que serve ao Senhor, mesmo o outro estando errado. (1 Samuel 26) 

Tenha bons olhos ao ler este texto, ele pode se encaixar em várias áreas da sua vida, seja você cristão ou não, afinal onde têm pessoas, existem desentendimentos e falhas, seja na família, trabalho ou igreja! 

Decida hoje olhar para Cristo e andar sobre uma palavra: "Não te deixarei e jamais te desampararei diz o senhor" (Deuteronômio 31:8). Na caminhada passará por aflições mas lembre-se, Ele venceu o mundo e você também pode vencer! (João 16:33)

Permaneça firme, Ele é um Deus que tudo vê e um dia colheremos tudo que temos plantado, sejam coisas boas ou ruins!"

Por Emerson Miranda

Foto: internet

Bate-papo com Renata Corrêa


A escritora já publicou dois romances e um livro de contos.

Renata Corrêa é escritora e médica oftalmologista em Uberlândia (MG). A mineira acaba de lançar o novo romance "As coisas não são bem assim - sobre a vida e o amor", vendido nas principais livrarias do Brasil. 

Mesmo com a rotina apertada, a autora continua escrevendo a cada dia. O novo livro conta uma linda história de amor! Veja mais sobre a Renata aqui nesse post da Penteadeira!

O blog teve o prazer de fazer uma entrevista virtual com a Renata nessa semana especial do Escritor. Confira as respostas:

-Você pensa em fazer uma continuação do novo livro?
Não. Ele será um livro único, sem continuações.

-Já pensou em escrever uma novela ou texto para teatro?
Novela e peças não, mas já pensei em escrever para o cinema. Quem sabe um dia, né?

-Quais são as principais dicas para quem também tem o sonho de escrever um livro?
Comece! Às vezes pode parecer muito difícil, mas depois que a gente começa a escrever, pega o jeito e não quer parar mais! Não deixe seus sonhos guardados, nem para depois. 



-Como é sua rotina para escrever? E para ler?
Escrevo praticamente todos os dias, ou capítulos novos de histórias novas, ou reviso alguma parte de um dos livros que tenho prontos, aguardando a hora de serem publicados. Escrever é prática, então é interessante escrever pelo menos uma página por dia, se possível. Quanto a ler, sou meio maluca. Costumo começar vários livros ao mesmo tempo, e vou lendo-os, alguns capítulos de cada por dia, a medida que tenho um tempinho livre. Carrego sempre comigo um livro ou meu Kindle, que é um leitor de ebooks. 

-Como foi a sua história de amor?
Conheci meu marido por intermédio de um amigo em comum, logo nos interessamos um pelo outro, mas o começo do namoro foi meio esquisito, éramos muito diferentes e começamos a nos desentender. Depois sentamos para conversar, e como já gostávamos muito um do outro, resolvemos mudar para que o namoro desse certo. Cada um cedeu um pouquinho e aos poucos fomos nos tornando muito parecidos, super companheiros para tudo e nunca mais nos largamos.


A linda família de Renata com um casal de gêmeos.

-Como é a experiência de ter gêmeos?
É incrível, lindo, maravilhoso e quase enlouquecedor! Meus filhos são super fofos e carinhosos, ser mãe foi a realização de um grande sonho. A maternidade nos transforma. Mas como toda criança saudável, meus filhos são agitados, o que torna meu dia a dia uma verdadeira correria!


A mineira é médica oftalmologista.

-Como a medicina entrou na sua vida?
Quando eu era criança fui bem doentinha. Tive muitas infecções de garganta, muitas mesmo. Na minha cidade tinha apenas um médico, na época, o dr Carlos. E ele foi tão cuidadoso comigo! Fui uma criança muito tímida, me achava feia, e ele sempre me colocava para cima. Desejei poder fazer a mesma coisa por outras pessoas. Foi ali que nasceu o desejo de ser médica. Vindo de uma cidade pequena e de uma família humilde, não foi nada fácil chegar até aqui. Mas recebi apoio dos meus pais e de familiares, que nos ajudaram e deram condições para que eu continuasse estudando, e depois fizesse cursinho pré-vestibular. Após um ano e meio de cursinho passei em terceiro lugar para Medicina na UFU (Universidade Federal de Uberlândia).

-Como não desistir dos sonhos com tantas dificuldades?
Só com muita determinação, viu! É preciso colocar a vontade de vencer acima de tudo e ir adiante, mesmo quando as coisas parecerem improváveis, ou até impossíveis. Porque com persistência, fé e determinação, de alguma forma as coisas vão se ajeitando e acontecendo e a gente acaba conquistando tudo que deseja.

-E quais são suas dicas de saúde? E de beleza?
Consultem-se periodicamente com um médico para exames de rotina. Durmam bem e bebam muita água, mas acima de tudo sejam felizes! Refletimos por fora o que somos por dentro. Nada deixa uma pessoa mais bonita do que a felicidade!


-O que ainda não contou em nenhuma entrevista e deseja compartilhar com seus leitores e amigos?
Em primeira mão conto para vocês que estou preparando um novo romance, que lançarei em outubro deste ano ainda, em ebook na Amazon. É uma história linda que fala sobre um assunto muito atual e importante que é a insatisfação pessoal e profissional, provocada por trabalho excessivo. Minha personagem desenvolve uma doença chamada Síndrome de Burnout, que é um esgotamento físico e mental, relacionado com o trabalho. Ela largará tudo para tentar se reencontrar e buscar a felicidade perdida. Vai recomeçar a vida do zero e acredito que gostarão de acompanhar esta jornada! Fiquem atentos!

Obrigada pela oportunidade, Larissa! Sucesso em seus projetos! Beijos a todos!

Fotos: arquivo pessoal da Renata.

terça-feira, 25 de julho de 2017

Dia do escritor


Escritora Renata Corrêa tem jornada tripla
 e encontra tempo para escrever romances


Medicina, literatura e maternidade dividem a rotina diária da escritora mineira Renata Corrêa. Mãe de gêmeos e médica oftalmologista, a autora de romances lança novo livro, nacionalmente, em parceria com a Editora Pandorga. Recomeço, fé e o poder do amor são as bases da narrativa de fácil e agradável leitura, que levam uma linda mensagem aos leitores.

A velha desculpa de não ter tempo para ler “cai por terra” quando a vida da autora é analisada. E é esse um dos sonhos da escritora: incentivar a leitura. Ler sempre foi um hobby da mineira e a paixão pelas palavras fez nascer a carreira literária. Já são dois livros na carreira e outros romances prontos aguardando a publicação.

Trecho do novo romance sobre a vida e o amor.

O lançamento da obra “As coisas não são bem assim” será em Uberlândia, no dia 5 de agosto, com tarde de autógrafos em um shopping da cidade. O livro já está sendo vendido nas principais livrarias do Brasil e pela internet pelos sites da Saraiva, Cultura e Amazon.

Renata dos Reis Corrêa, 36 anos, mora em Uberlândia com o marido e um casal de gêmeos, de pouco mais de um ano de idade. A superação de desafios sempre fez parte da vida da escritora. Desde a medicina até a difícil jornada para publicar livros, a autora passou por complicações pós-parto e acredita que o otimismo e a determinação fazem toda a diferença.

O trabalho como médica é também um sonho realizado, que dá força aos próximos desafios. Vinda de uma família muito humilde do interior do estado, a autora conseguiu, através de muita persistência e superações, conseguir o título de Oftalmologista. Assim como a carreira na medicina não foi nada fácil, a busca pelo reconhecimento como escritora é uma luta diária.


Livro "As coisas não são assim" é vendido
nas principais livrarias.
Desde o primeiro livro disponível para a venda pela internet, Renata está na batalha para divulgar as publicações. “Aqui em Uberlândia, muitos ainda não conhecem meu trabalho. A cidade não tem a cultura de elaborar eventos literários. A maioria dos meus leitores são de outros estados e eles conhecem meus livros pelas redes sociais”, disse a autora.

As duas primeiras obras, “Contra todas as probabilidades” e “Amores e desamores” são livros digitais, no formato e-books. A nova publicação “As coisas não são bem assim”, já pode ser encontrada em Uberlândia nas livrarias Saraiva, Pró-Século e Leitura.

“Uma romântica incorrigível”. Esse é o resumo da ópera quando a escritora, médica, mãe e também blogueira fala sobre o perfil literário. “Sou uma apaixonada pela escrita, pelas histórias de amor e principalmente pelos finais felizes”, conclui Renata.

Serviço:
Lançamento do livro “As coisas não são bem assim”
Data: 5 de agosto (sábado)
Horário: 17h
Local: Livraria Saraiva – Center Shopping (Av. João Naves de Ávila, 1331, Santa Mônica)
Blog: www.renatacorreaescritora.blogspot.com.br

Amanhã tem mais sobre a Renata aqui na Penteadeira!!

segunda-feira, 24 de julho de 2017

Dicas da semana: 24 a 31 de julho

O tarô fornece orientações sobre os nossos direcionamentos.

A Taróloga e Sensitiva, Luciana Menezes, consultou as cartas do Tarô para compartilhar aqui no blog os direcionamentos para a semana: de 24 a 31 de julho.


A "temperança".

O arcano da semana é a "temperança". A carta aconselha manter os ideais até o fim e não desistir dos projetos, mesmo que deseje suspendê-los. A felicidade é viável, mas vem a longo prazo. Paciência e ponderação devem ser o lema!

Agende um horário com a Lú e conheça de perto esse "novo mundo"! Eu sou apaixonada por esse lado da vida! Contato: (34) 9 9893 3800. 


Imagens da internet.

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Comprar com inteligência


Estava na internet trabalhando quando vi um texto com dicas de compras e achei muito interessante! Resolvi compartilhar no blog porque segue minha linha de pensamento! Confira aqui!


Foto: internet.

segunda-feira, 17 de julho de 2017

Mudanças

Faça do espelho seu melhor amigo!

Eu sempre lutei contra a balança! Desde pequenininha... Mas, só com a maturidade realmente mudei a cabeça, e assim, consegui mudar uma vida toda!

Com quase 70 kg!

Tenho 1,56 cm de altura e já cheguei a quase 70 kg! Isso, há cerca de quatro anos. O meu máximo! O limite! O começo! O recomeço!

Concurso de beleza que ganhei em 2007.

Já pesei também 47 kg, o meu mínimo, quando comecei a minha carreira de modelo comercial em Uberlândia (MG), com 19 anos. Foram vários altos e baixos, mas quando o foco estava em mente, conseguia chegar no meu objetivo.


Com 47 kg.

Cheguei a quase anorexia e quase compulsão alimentar. Não foi fácil. A comida era uma válvula de escape para os problemas. E sabe como isso pode ser resolvido? Com aceitação e autoconhecimento.


Com o peso ideal para minha altura: 54 kg.

É um trabalho de formiguinha, vencendo desafios a cada dia. E o segredo do sucesso? Alimentação balanceada e exercícios físicos. Vale também, uma boa terapia! (Todos nós precisamos!)

Só não vale deixar para amanhã, muito menos para segunda-feira, ok! (Fiz isso TANTAS vezes! Não se sabote!)


Faça do exercício físico seu remédio para o bem-estar!

Claro que você vai dar uma engordadinha às vezes... ninguém é de ferro! Nem precisa ser! Não deixe todo o esforço ir por ladeira abaixo! Lembre-se de toda dificuldade que venceu antes de cair em tentações!

E não não fique com peso na consciência se deu uma escorregada. Levante e continue! Coma um pedaço de pizza em paz! Faça tudo com moderação e equilíbrio na vida, esse é o melhor caminho!

Peças de verão no inverno


Sabe o melhor período para comprar peças de verão? No inverno! Eu já aproveitei uma promoção especial e garanti alguns itens com detalhes da moda atual e clássica! Foram calcinhas para compor com os biquínis que já tenho: dez reais, cada!

A liquidação é da loja Menina Mineira, em Uberlândia (MG), que acontece nesse mês de julho. Eu amo promoção!!! (Av. Afrânio Rodrigues da Cunha, 121 - Loja 04 - Tabajaras)

 
Design by Guilherme Maia